#3 Tomar decisões difíceis

Todos os dias temos que tomar decisões. Umas são coisas simples como “o que vamos comer ao almoço”, outras como “que curso vou escolher” são bastante mais complexas e, por vezes, nem sequer temos 100% de certeza de que a nossa escolha é acertada. Se forem como eu, as primeiras apresentam como difíceis (não sou muito boa a decidir), as segundas como verdadeiramente angustiantes. Especialmente nos momentos de tomar decisões difíceis tento recorrer a todas as estratégias que me ajudem a pensar na direcção certa a tomar. Este é o post #3 do desafio 25 anos, 25 posts (aqui podes ver a lista completa de posts) No último ano, já tive a minha mão cheia de decisões difíceis e acho que nos próximos tempos a tendência será para continuar assim. Umas são mais difíceis que outras, algumas têm tantos condicionantes que quase nem são decisões. É importante, sermos capazes de tomar as decisões. Ou seja, não deixar a coisa arrastar-se até ao ponto em que alguém toma uma decisão por nós. É a nossa vida, convém que pelo menos de vez em quando tomemos as rédeas e lhe demos alguma direcção. Há algumas estratégias que podemos adoptar que facilitam a coisa, mas na […]

Continue Reading

#2 A próxima língua que tens que aprender (e onde aprendê-la)

aprender-codigo

Agora que até as nossas avós falam inglês, qual é a próxima língua que irá ser diferenciadora no mercado de trabalho? Muitos disseram que seria o mandarim, outros apostaram no espanhol, mas a verdade é que a longo prazo nenhuma das línguas se tornou fundamental nas nossas vidas ou nas vidas das empresas. Já há imenso tempo que queria escrever este post e aproveitei os 25 posts que estou a fazer para celebrar os meus anos. Este é o segundo post (podes ver o primeiro aqui). Bem, na minha opinião a próxima língua que todos vamos falar não é bem uma língua, na medida em que não é uma são várias e que não são línguas, mas sim linguagens. De que é que eu estou a falar? Será que esta coisa de escrever 25 posts em 25 dias me deixou louca? Não se preocupem, está tudo bem. Leiam mais um pouco. A língua linguagem de que estou a falar é nem mais, nem menos que o código. Ora bem que  saber código /programação é uma competência hipervalorizada no mercado não é propriamente novidade. A novidade é que não vão ser só os nerds de óculos (eu sei que isto é um estereótipo) […]

Continue Reading

#1 25 anos, 25 dias, 25 posts

25-anos-25-dias-25-posts

Olá a todos! Faltam 23 dias para eu fazer 25 anos. Já é um quarto de século e acaba por ser uma altura tanto de celebração como de reflexão sobre a vida. Não são só os 25 anos, também vou terminar o curso e acaba por ser o fim de uma fase. Um virar de página. Por tudo isto e porque está a ser difícil manter o ritmo do blog, decidi lançar um desafio a mim própria e escrever 25 posts, durante 25 dias. É também nestes virar de página, que a ausência de algumas figuras fundamentais (os meus pais) se tornam mais sentidas, fazendo ainda mais sentido escrever estes posts, neste blog. Um desafio Então, resumindo e baralhando para compensar o tempo perdido, decidi lançar um desafio a mim mesma, fazer 25 posts em 25 dias, por altura do meu 25º aniversário. Isto vai ser um desafio sobretudo se pensarmos que em 6 meses de blog, eu publiquei 35 artigos; que eu quero evitar ao máximo posts de “chacha”, isto é, um post com uma foto ou um post com uma frase ou qualquer coisa sem sentido nenhum. Mas estou animada, cheia de vontade de começar e expectante para ver o que sai […]

Continue Reading

Entregar a declaração do IRS em 4 passos

Sei que este é um tema que mais cedo ou mais tarde acaba por tocar a toda a gente. Por isso resolvi escrever um post onde vos explico tudo o que precisam de fazer para submeter a vossa declaração de IRS. Este ano o processo está muito facilitado, mas ainda assim podem surgir dúvidas, espero ajudar a esclarecê-las. NOTA: este artigo foca-se sobretudo no IRS para trabalhadores dependentes e pensionistas. Se és trabalhador independente (i.e., “a recibos verdes”) vais encontrar dicas úteis, incluindo alguns artigos que podes consultar para obter mais informações. Fiz pela primeira vez uma declaração de IRS em 2008, tinha 15 anos. Nessa altura, a minha mãe ensinou-me e desde então tenho-as feito sempre sozinha. Nunca foi um bicho papão. Sempre achei que era uma questão de ter tudo organizado, fazer as contas e saber onde escrever os valores. Ao longo deste processo é muito importante que guardes sempre todos os comprovativos e deves guardá-los durante 5 anos.   O que é a declaração de IRS 2016 e o Modelo 3? Basicamente a declaração de IRS é um documento que se entrega onde se declaram os valores que recebemos e algumas das despesas que tivemos. Este ano pode […]

Continue Reading

Como fazer se ficares doente e precisares de ir ao hospital?

como-ir-ao-hospital

Imagina que cais ou que estás doente e precisas de ir ao hospital? Se, como eu, vives sozinha(o) ou os teus pais não estão em casa, fica a saber que há alguns truques que podem facilitar uma ida ao hospital (neste caso, público). Não esperes por estar doente para leres isto, fica a saber tudo e quando precisares é só seguires estes passos. Até uma certa idade ia ao hospital porque alguém, normalmente a minha mãe, decidia que a minha doença era o grave o suficiente para necessitar de ser vista por um médico. Ela lá fazia o que tinha de fazer, íamos até ao hospital e voltava para casa. Em geral, parecia algo simples. E é. Mas quando se vive sozinho, é sempre diferente pensar nestas coisas. Muitas vezes, não vou ao hospital pelo simples facto que me sinto demasiado doente para me mover até lá. Com a agravante, que muitas das pessoas que encontro, especialmente no hospital de Cascais, são antipáticas e desagradáveis, despacham-nos em 5 minutos e nem sequer olham para a nossa cara. Este sábado depois de estar com uma dor no joelho há uns dias, decidi ligar para a saúde 24 e lá me disseram que tinha […]

Continue Reading

Como organizar o tempo e a vida quando não temos horários

tese-organizar

Por estes dias estou a trabalhar na minha tese e relatório de estágio, o que me leva a sentir um misto de férias e desemprego. Quando estamos de férias, um dia ou dois, não ter horários pode parecer espectacular. Mas quando não temos horários para cumprir durante vários meses e os objectivos são a longo prazo é preciso arranjar estratégias que nos permitam aproveitar ao máximo este tempo e não passar o dia a dormir e a ver séries. Expectativa vs. Realidade Para mim, não está a ser nada do que esperava, estou a demorar imenso tempo a re-organizar-me e a por toda a minha vida novamente sobre rodas. Entre tantas possibilidades e com tanto tempo disponível às vezes torna-se difícil escolher o que fazer e começar a ocupar o tempo. Tenho visto os dias de Março a passarem, um atrás do outro, com o sentimento de que não estou verdadeiramente a aproveitar este tempo. Provavelmente serão os últimos meses em que posso estar tranquilamente a fazer o que me apetecer e em que posso organizar o meu tempo como quiser e em vez de fazer coisas produtivas, ou mesmo coisas que gosto, os dias estão a passar-se atrás do PC, […]

Continue Reading

Luxúria e Cólera – será que as marcas de luxo podem mudar o mundo?

creative-mornings-misha-pinkashov

Será que as marcas de luxo podem mudar o mundo? Para as marcas, tomar uma atitude com significado político pode ser um sucesso ou um desastre. Nos dias de hoje é cada vez mais difícil ser neutro e as marcas estão a utilizar a política como uma ferramenta de marketing. Mas será que isto realmente beneficia as marcas? E serão as marcas as únicas que ganham com a sua responsabilidade social e cívica? O que são as Creative Mornings? Hoje fui a uma conferência que abordava estes e outros temas num evento que se chama Creative Mornings e acontece uma vez por mês (o próximo é dia 7 de Abril) no espaço Second Home, no piso superior do mercado da Ribeira (a entrada faz-se pelo “átrio” principal). Todos os meses trazem um convidado que dá uma palestra de 20 minutos, seguida de tempo para perguntas. Antes ou depois podem tomar o pequeno almoço, oferta dos patrocinadores do evento. Este é um evento destinado à comunidade criativa (não somos todos?) que começou em Nova Iorque em 2008 e que se começou a espalhar um pouco por todo o mundo. Chegou a Lisboa no ano passado, mas já é um sucesso. Primeiro, […]

Continue Reading

Descontos no Web Summit? É para a menina

Desconto para mulheres no web summit O Web summit chegou a Portugal em 2016 e em 2017 vai voltar a repetir-se. O que muitas mulheres não sabem é que existe um desconto para mulheres no web summit. Se não queres ler o artigo e queres ter acesso ao desconto segue este link: https://websummit.com/women-in-tech?kid=DQXJH. Outra opção é tentarem a acreditação como imprensa (que está aberta a bloggers), mas não sei como é que isto funciona. Se entretanto descobrir explico, mas até lá, fiquem com o que já sei. O web summit é o maior encontro do mundo na área da tecnologia, muito conhecido pelos momentos de networking entre startups, clientes e investidores, mas é também conhecido pelas conferências e momentos de partilha em tecnologia. Como seria de esperar, a grande maioria de participantes é do sexo masculino e apesar dos esforços da organização, tem sido difícil alterar essa realidade. As mulheres estão menos presentes no mundo da tecnologia e, por isso, há menos participantes deste sexo a participar no evento. Já o ano passado gostava de ter ido, mas entre as hesitações e o não saber muito bem como ia ser a minha vida nessa altura acabei por não ir. No ano passado […]

Continue Reading

Este ano vou #1 – Ler mais

ler mais em 2017

Uma das minhas resoluções para este ano foi ler mais. O meu objectivo era e é tentar ler uns 20 livros durante este ano. Pelas contas que fiz no ano passado li menos de 10 livros, o que já foi muito melhor do que no ano anterior, mas acho que ainda há espaço para evoluir. Mais do que o número de livros, quero recuperar o meu gosto pela leitura, que em tempos era a minha melhor amiga. Algures na primária, quando já conseguia juntar mais que umas letras e formar frases completas, comecei a desenvolver uma paixão pela leitura. Em minha casa não existiam muitos livros para crianças e, por isso, cada nova leitura, exigia a compra de um novo livro. Lembro-me de um Verão em que a minha mãe me comprava um livro de “Uma Aventura” por semana. Eu lia-o numa tarde e esperava que voltasse a ser segunda-feira outra vez. Também desde pequena que sempre fui esquisita, não lia qualquer coisa. Se não gostasse do livro, arrastava a sua leitura durante meses, enquanto intercalava outros livros mais interessantes. Mais tarde, comecei a deixar estes livros para ler, porque a vida é demasiado curta para lermos coisas que não […]

Continue Reading

Um 2016 em cheio, um 2017 cheio de desafios

Apesar de já estarmos no dia 5 não queria deixar de fazer um post com um balanço de 2016. É algo que me faz todo o sentido fazer e estou determinada a não deixar o imediatismo e as tendências da blogosfera neutralizar o meu post. É um daqueles posts básicos que toda a gente faz e que preenchem os calendários de toda a gente quando planeia o mês de Dezembro. O meu chegou em Janeiro e não faz mal, vem mais do que a tempo, para mim que o escrevo e para quem o quiser ler. Vamos lá então, 2016 foi provavelmente o ano mais confortável de que tenho memória. Há mais de 10 anos que não tinha um ano em que chegasse ao fim tão satisfeita, com tudo em geral. Quando soaram as 12 badaladas não sabia bem o que desejar para 2016, já tinha tudo o que queria, ou pelo menos tudo o que era importante. Não vos querendo deixar aí todos invejosos do meu ano de ouro, agora que estou a escrever este texto, espanta-me que não o tenha escrito antes. Qual é o meu problema em escrever coisas boas? Talvez seja o facto de saber que […]

Continue Reading