A minha amiga secreta é mãe e geek

Chegou o dia de vos apresentar a minha amiga secreta. Na quinta-feira, partilhei um post sobre um novo projecto em que estou a participar, agora no Natal. Hoje é dia de revelar a minha amiga secreta e o seu blog. A mim calhou-me a Raissa Gomes, do blog Mamãe e Geek. Ela tem 25 anos e é de São Paulo, no Brasil. Ela é mãe e escreve sobre a maternidade, mas não deixa de falar da sua paixão: o mundo geek. O blog começou apenas em Maio, mas já tem imensos posts sobre o mundo geek e sobre a maternidade, receitas, projectos de DIY, etc. Ela já tinha tido outros blogs, aliás ela diz que ama escrever e compartilhar experiências, mas decidiu criar este porque se identifica mais com este tema. O nome do blog é algo que a descreve e o blog é direccionado a mães e pais que gostem do mundo geek e nerd. Para a Raissa, a melhor coisa de ser blogger é a liberdade que tem para se expressar, falar de coisas que gostas e encontrar outras pessoas que tem os mesmos gostos. Ainda assi, não gosta da banalidade em que a blogosfera tem caido. O […]

Continue Reading

Amigo secreto entre bloggers

Olá! Hoje tenho um post completamente diferente! Há umas semanas atrás vi um post num grupo para participar num amigo secreto entre bloggers. Este amigo secreto funciona de forma algo diferente. Em vez de trocarmos presentes, trocamos um post umas sobre as outras. Ou seja, vou escrever um post sobre a pessoa de quem sou amiga secreta. Decidi participar porque é uma forma diferente de fazer um amigo secreto e festejar um natal, que não envolve presentes, mas envolvo algo que também é muito querido para as bloggers, o seu blog. No grupo, estão mais 12 bloggers, quase todas do Brasil. Vou deixar abaixo os nomes e blogs de cada uma delas. A maior parte são de literatura, há dois sobre o mundo geek e um sobre maquilhagem e cabelos. No dia 20 (terça-feira), vou revelar a minha amiga secreta e vou dar a conhecê-la um pouco melhor. Bloggers que participam no Amigo Secreto das Bloggers: Literatura: Larissa Gimenes do blog Forever XVI, ela tem 16 anos e escreve textos sobre vários temas incluindo fotografia, livros e música Ana Júlia do blog Júlia entre páginas, um blog sobre o universo Geek sobretudo literário Tatiane Carneiro de Souza tem um blog […]

Continue Reading

A minha companheira de casa

Já há um tempo que estava para escrever este post, mas hoje veio a inspiração que precisava para o escrever. Há 3 anos e tal arranjei uma companheira de casa que embora me destrua a casa e a paciência, é a maior doçura do mundo. Acho que devia ser obrigatório para quem vive sozinho ter um animal de estimação. Fazem-nos tanta companhia e trazem outra alegria ao dia-a-dia. Sempre quis ter um cão, mas como tenho uma casa muito pequena isso ia ser sempre um pouco complicado. Acho que não devemos ser egoístas ao ponto de querermos um animal só para satisfazermos a nossa vontade quando não temos espaço para que ele possa viver de forma confortável. Por isso, fui adiando a adopção de um cão. Sim, adopção, porque nunca coloquei a hipótese de comprar um cão, com tantos cães abandonados a precisarem de uma família e pessoas que têm ninhadas para dar. Os gatos não eram uma opção, porque não gostava de gatos. Quando tinha uns 5 anos, fui arranhada por um gato e desde então nunca fiquei amiga da espécie. Mas em 2013, passei umas férias com os meus padrinhos e o gato deles, o Riscas, e fiquei […]

Continue Reading

O livro e a talk que inspiram o meu blog

Até ao fim do mundo - Maria Semple

No dia-a-dia do blog, as coisas nem sempre são fáceis e precisamos de inspiração. Para mim, existem duas referências que tenho em mente quando estou a planear conteúdos, decidir o rumo do blog, ou mesmo a escrever os posts. Há um livro e uma talk que me inspiram, diariamente. Inspiram-me pela forma como propõe uma nova forma de criar (seja arte, sejam negócios ou conteúdos para um blog). Inspiram-me pela forma como explicam que a arte se cria, criando. E que passo a passo, podemos mesmo chegar muito longe. O livro de que estou a falar é o Até ao fim do mundo (deixo o link do livro no Wook, mas não tenho qualquer tipo de afiliação ao site). Foi um dos livros que li este Verão e simplesmente, adorei. Esteve no top do New York Times e é da autora Maria Semple. Comprei-o na feira do livro porque estava à procura de um romance mais leve e este pareceu-me interessante. O livro foca-se em Bernardette Fox, uma excêntrica arquitecta, que depois de uma carreira de sucesso, se fechou em casa. Bastante anti-social e com uma personalidade peculiar, vê-se envolvida num grande enredo que culmina com o seu desaparecimento. Não vou […]

Continue Reading

Natal sem pais

Christmas blues - fazer a árvore de natal sozinha

Toda a gente que já perdeu um dos pais sabe que o Natal não volta a ser a mesma coisa depois dos nossos pais morrerem. Mas as coisas melhoram e embora não volte a ser a mesma coisa, o Natal não tem que deixar de ser mágico. nota: Hoje para o post que vos escrevo resolvi ir buscar uma parte de um post que quase ninguém leu 😔e complementá-la para fazer um novo post. Por uma questão de clareza (e para o caso de teres lido o outro post, as partes de lá retiradas estão em itálico). Fui experienciando pouco a pouco, o que é viver o Natal sem pais. Primeiro perdi o meu pai, o que definitivamente me marcou, alguns anos depois a minha mãe. Foi aí que o Natal se tornou em algo completamente diferente. Uma época, por excelência, de vivência em família, não pode ser a mesma coisa quando os dois membros mais importantes da família (a mãe e o pai) não estão presentes. O Natal perde sem dúvida o brilho e há qualquer coisa que fica a faltar. Depois do meu pai morrer, quando eu tinha 10 anos, o Natal não voltou a ser igual. Sobretudo […]

Continue Reading

Um ano depois, melhor do que nunca

O Miguel é o meu primeiro namorado e portanto houve muita coisa que foi complicada no início (expliquei uma parte disso aqui). Os primeiros 6 meses foram os mais difíceis e, depois de quase termos acabado para sempre, acabámos por ir começando a trabalhar pequenas coisas, uma cedência minha aqui, uma cedência dele ali. Um ano depois a nossa relação não tem nada a ver com o caos em que estava no ano passado. Fez sexta-feira um ano que achámos que a nossa relação tinha chegado ao fim. Na altura, foi horrível. Mas a verdade é que a nossa relação estava a ser altamente desgastante para os dois. Não conseguíamos encontrar um equilíbrio. Estávamos sempre a discutir. Estávamos sempre chateados. Estávamos sempre tristes por causa um do outro. Em vez de sermos o sol na vida um do outro, éramos a chuva torrencial que se faz sentir por estes dias. Menos de 48 horas depois, não achámos que tinha sido uma parvoíce, nem achámos que estava tudo bem. Porém, achámos que nunca iríamos aprender a estar bem numa relação, se ao invés de tentar resolver as coisas, nos limitássemos a afastarmo-nos um do outro. Os primeiros dias foram estranhos, porque era […]

Continue Reading

Monstros fantásticos e onde encontrá-los – vale a pena ir ver?

monstros-fantasticos-onde-encontra-los

No fim de semana fui ao cinema com o Miguel. Fomos ver os Monstros Fantásticos e onde encontrá-los. No dia 18 fizemos 18 meses e depois de passarmos o dia com o novo cão do Miguel, o bacon, fomos ver o novo filme da saga Harry Potter. Foi a primeira vez que fomos ao cinema os dois e apesar de alguns momentos menos agradáveis entre os dois, adorei. Há muito tempo que queria ir ao cinema com o Miguel, chegámos a ver os filmes que existiam algumas vezes. Mas durante um ano e meio, por diversas razões, não se proporcionou. Ambos gostamos de cinema (o Miguel adora) e, sendo algo, até romântico era quase estranho nunca termos ido os dois. Não planeámos de propósito para ir nesta altura. Pura e simplesmente havia um filme que o Miguel queria ver, eu achei que podia ser giro e fomos. Honestamente, não tinha uma expectativa muito elevada. Já tinha visto algumas críticas menos boas do filme e achei que ia ser mais um daqueles filmes cheios de monstro. Como eu não sou grande apreciadora do estilo “fantástico” e de “ficção científica”, não estava muito entusiasmada com o filme em si. Pois é, surpreendi-me. […]

Continue Reading

O blog atingiu as 5000 visualizações

obrigada pelas 500 views

Pois é. Um mês e 19 dias depois o blog atingiu as 5000 views. Para comemorar fiz um vídeo para o youtube com a apresentação do meu canal. Honestamente ainda não sei bem a direcção que ele vai tomar, nem o blog, nem o canal. Para mim um blog é uma peça de arte em constante construção. Quero encontrar a combinação certa daquilo que gosto de escrever e que as pessoas gostem de ler. Por isso vou fazendo experiências. Vou postando coisas diferentes. Vou pesquisando mais informação. Procuro ir melhorando. Tento perceber como organizar-me melhor. Como escrever melhores conteúdos. Mas em última instância, este é um projecto meu. E é suposto ter prazer em construí-lo. Deixo-vos o vídeo do youtube e o top 5 dos artigos mais lidos (abaixo). Vou-vos deixar aqui o top 5 dos posts mais lidos até agora:  1. Como comecei a viver sozinha parte 1 (podes reler aqui)     2. Namorar depois dos meus pais morrer (volta a ver como foi aqui)   3. Afinal quem está em casa, a introdução do blog (se ainda não leste, lê aqui) 4. Como comecei a viver sozinha parte 2 ou Como acabei a viver com a minha gata […]

Continue Reading

Christmas blues ou quando o natal não é sinónimo de alegria

Christmas blues - fazer a árvore de natal sozinha

Há o blues pós-parto e para mim há o christmas blues. Sim, é um nome fancy, mas já que resulta em tristeza, deixem-me ter a alegria de lhe poder dar um nome fancy. Sei que não sou a única no mundo, infelizmente. Por isso decidi fazer um post para vos falar mais desta experiência (nada positiva) que tenho ano após ano por volta de Novembro e Dezembro. NOTA: Este artigo não tem qualquer tipo de base científica. Não sei se existe realmente alguma coisa chamada Christmas Blues (à parte do anúncio da lotaria espanhola que encontrei quando estava a fazer o post). SEGUNDA NOTA: afinal existem mesmo alguns artigos sobre isto, alguns até parecem mais ou menos credível (deixo-vos este do WebMD, algo mais credível que podem consultar se estiverem interessados no tema) Mas afinal o que é isso de Christmas blues? Christmas blues ou depressão natalícia é uma tristeza que bate forte cá dentro por volta de Novembro/Dezembro. Tende a ser despoletada cerca de um mês antes do Natal, quando as ruas se enchem de luzes e as televisões de famílias sorridentes e felizes. Afecta pessoas que vivem sozinhas (check), que têm situações familiares complicadas (check) ou que perderam […]

Continue Reading

8 dicas para poupar quando viajas sozinho

Estamos na minha época favorita para viajar na Europa! De Novembro a Fevereiro as condições meteorológicas podem não ser as melhores, mas os vôos baratos e o ambiente natalício pela Europa permitem viagens inesquecíveis. Para além disso, graças ao aquecimento global podem apanhar sol em Londres em Janeiro e chuvas torrenciais em Setembro em Paris (ambas me aconteceram). Já fiz pelo menos 4 ou 5 viagens na Europa nesta altura do ano e acho que é mesmo de aproveitar. Por isso deixo algumas dicas para pessoas que querem viajar sozinhas e aproveitar o que o Inverno tem para nos dar.A viajar  as principais despesas são a viagem, o alojamento, a comida, entradas em museus e souvenirs/compras. Leiam as dicas a baixo para saberem como podem poupar nisto tudo. 1. Compara BEM os preços dos voos Compara os preços dos voos num motor como o momondo que compara os preços de várias companhias aéreas num só lugar. Recentemente têm o google flights, para acederem basta pesquisarem “flight to” qualquer sítio e depois aparece-vos um painel onde aparece imensa coisa, podem inclusive definir um valor e ele apresenta-vos sugestões. Acho que é giro para ter ideias, não é o melhor em termos de […]

Continue Reading