Sobre

Tempo de leitura:2 minutos

 

Olá! Antes de mais bem-vindos ao meu blog!

Sou a Mafalda. Tenho 25 anos e sou estudante de Neurociências, na faculdade de medicina. Para além disso, tenho um mestrado em Psicologia Social e das Organizações. E a razão pela qual num blog pessoal começo por vos dizer quais são as minhas qualificações académicas é que me orgulho muito delas. Ás vezes acho que fui feita para aprender. E espero continuar muitos anos pela faculdade (doutouramento, investigação, professora, quem sabe).

Eu, no dia da defesa da minha tese

Como a maior parte das pessoas, quando nasci, comecei por viver com os meus pais. Mas cedo, aos 10 anos, tive que aprender a viver sem pai. Foi estranho, mas como os meus pais eram divorciados e eu via o meu pai uma ou duas vezes por mês o impacto no dia-a-dia não foi muito grande e foram precisos anos para eu perceber que realmente já não ia passar mesmo outro fim de semana com ele.

Quatro anos depois soubemos que a minha mãe tinha um tumor no cérebro de um grau muito avançado. A minha mãe acabou por morrer 3 anos depois, quando eu tinha 17. Aí para além da morte em si, houve todo o processo de acompanhar uma doença oncológica durante 3 anos desde o início até à fase terminal, algo que não é uma adição fácil à adolescência. Desde que fiz 18 anos que optei por viver sozinha e os últimos 7 anos, têm sido uma aventura, que quero partilhar agora com este blog: viver sozinha e aprender a tornar-me numa adulta sem os meus pais. Não é fácil, mas com um erro aqui e outro ali, acho que me tenho safado.

Tenho um namorado: o Miguel. Já namoramos há mais de dois anos, ele é um grande apoiante do blog e às vezes também escrevo sobre nós. Durante o primeiro ano do blog, fui uma escritora inconstante e estou a tentar mudar isso. Ao mesmo tempo, a minha vida anda num constante reboliço por isso é difícil fazer previsões.

Entrevista com o meu namorado

Espero que nas suas dimensões: uma mais de partilha de vivências e outra mais de partilha de dicas, este blog seja útil a quem o ler. Quando escrevi este texto, ainda não tinha divulgado o blog. E a verdade é que tenho sentido nos últimos dias com algumas mensagens que recebi, sobretudo de pessoas que passaram por situações semelhantes, o sentido que este projecto pode fazer.

Espero que gostem! Sintam-se à vontade para partilhar, comentar e dar sugestões.

Até ao próximo post!

assinatura

escrito: 27 de Agosto 2016. editado: 6 de Outubro 2017

 

Se quiseres ficar a par de todas as novidades, deixa o teu nome, email e escolhe se preferes receber um email sempre que for publicado um novo post ou uma newsletter semanal.