#17 – quando o cansaço se acumula

post 17

A última semana foi cheia de eventos, entregas, consultas e tudo mais. Já tinha começado a semana com pouca energia (porque estava cheia de alergias) e acabei-a (na bênção de finalistas) completamente de rastos. Não, não fui à semana académica, nem sequer fiz nenhuma directa, o mínimo que dormi foram 5 horas, mas a verdade é que acabei a semana no meu limite. Normalmente, costumo achar que tenho um limiar muito baixo de cansaço. Deitar-me depois das 23h é difícil e depois da 0h30 é um preditor de uma noite mal dormida e de um sono que se adivinha insuficiente. É verdade que também gosto de acordar cedo: para mim acordar depois das 9h é tarde e significa má disposição para o resto do dia. Quando não consigo descansar umas 7h30/8h por noite e começo a deitar-me com frequência depois da 0h tudo começa a descambar. Tudo pior se não conseguir dormir até mais tarde ou tirar um dia para descansar. Tudo isto se combinou na semana passada: segunda deitei-me às 3h da manhã para entregar a revisão da literatura, terça tive uma consulta de manhã; a precisar de recuperar energias tive três jantares nas noites seguintes, uma entrevista de […]

Continue Reading

Hoje não há post

Pois é, hoje estou cansada e adoentada e por isso não vai haver post. Ainda assim não quis deixar de vos avisar e não quis passar o dia sem deixar um post no blog. Na última semana, tenho-me desleixado un pouco com o blog e as redes sociais do blog. Queria pedir desculpa a todos os que me acompanham. Este fim de semana conto voltar a ganhar mais forças e a conseguir organizar as minhas ideias para voltar em força. Isto acontece-me algumas vezes. Sou péssima a gerir o esforço. Meto-me em demasiadas actividades e depois fico assim cansada, exausta, abatida, sem forças. Tenho as ideias, não tenho é energias para as executar e nestes momentos é importante saber parar e passar a ter alguns posta já escritos pata estes momentos. Quando estava a estudar e ficava assim tirava 2 ou 3 dias para descansar, sem ir às aulas, sem fazer nada e recompunha-me agora isso já não é possível e por isso ainda estou a tentar encontrar formas de manter com regularidade os meus níveis de energia mais elevados. Vou então ver-se recupero energias e ânimo para voltar no sábado aos posts em alta. Follow @mafaldafam

Continue Reading

6 dicas para sobreviver a 8 horas de trabalho

Quando começamos a estagiar/trabalhar  passamos de seres livres que habitam uma faculdade no horário que lhes apetece para pessoas que se sentam à frente de um PC das 9h30 às 18h30. Quando inicialmente pensei neste post, tinha programado falar sobre coisas que podemos fazer durante essas oito horas para que a experiência seja mais agradável. Porém, depois de um mês e meio de estágio acho que a resposta está nas outras 16 horas e dois dias (no meu caso três) de descanso que a semana nos oferece. Uma nota para dizer que para além das 8 horas de trabalho tenho mais cerca de 3 horas de viagens entre a minha casa e o trabalho, o que na realidade reduz as 16 horas a 13. Como nunca tive carro e nem sei o que é não andar de transportes, já estou habituada a utilizar essas 3 horas de forma produtiva para ler, rezar, rever coisas da faculdade e, ultimamente, para actualizar as redes sociais do blog, editar imagens e rever posts. Para mim, foi horrível ver-me fechada num escritório. Não que não goste do meu trabalho ou que tenha claustrofobia, mas porque realmente não estava habituada. No colégio se fosse preciso ficava […]

Continue Reading