Um ano de blog

Tempo de leitura:4 minutos

Em Outubro faz um ano que o blog foi lançado. Foi um ano cheio de sobressaltos e de aventuras (algumas partilhei, outras guardei para mim). Mas no que toca ao blog, acho que foi um ano de sucessos. Comecei com uma ideia que se foi transformando, aliás assumi desde o início que queria ver onde é que o blog ia. Foi um ano que começou cheio de força, talvez um pouco de força a mais e essa força foi-se desvanecendo. Durante um ano, aprendi muito: sobre blogs, sobre escrever, sobre a vida. E parto para o novo ano com objectivos e expectativas diferentes, com mais calma e mais serenidade. Com mais ideias e mais tempo. Mas também com mais bom senso.

Gosto sempre dos aniversários de qualquer coisa, ou dos momentos marcantes, porque nos permitem olhar para trás, ver o que correu bem e o que correu mal, pensar onde queremos chegar, o que nos apaixona, olhar mais longe para o futuro onde gostávamos de chegar, ajustar as velas e recomeçar a navegar. No último mês tenho andando a pensar nestas coisas todas. Olhei para um ano de blog: os sucessos, os momentos menos bons. Pensei nos objectivos que tinha para o blog e no que gostava que ele fosse e pus as mãos à obra para um novo recomeço. Neste post vou partilhar um pouco deste processo.

Antes de começar a descortinar sobre a forma como este ano correu queria agradecer aos leitores do blog. Os que acompanharam desde o primeiro post e aqueles que cá chegaram há mais tempo. Os que não falharam um post (provavelmente só o meu namorado) e aqueles que leram só meia dúzia. Os que põe likes, comentam e interagem de todas as formas possíveis, e os que (como eu) lêem e guardam os seus pensamentos para si.  O blog só faz sentido com leitores e por muito que escreva, as palavras só ganham significado quando encontram outros que as leem. Por isso, obrigada a todos.

Os sucessos

O primeiro foi ter começado o blog e um ano depois (ainda que com pouca consistência), ele ainda se manter activo. Durante este ano, escrevi 66 artigos. Na realidade escrevi mais, mas houve 66 que viram a luz do dia e que foram lidos cerca de 16 mil vezes (ao todo, claro). Os posts mais lidos (foram: aquele em que escrevi sobre como fazer se ficares doente e se precisares de ir ao hospital, um outro (recente) que escrevi no dia em que passaram 8 anos da morte da minha mãe, a receita de massa com molho tomate (deliciosa, se não virão têm que ficar a conhecer) e por fim um dos posts iniciais onde falei sobre como é que começou esta aventura de viver sozinha. É difícil escolher os que gostei mais de escrever, mas gosto sempre daqueles mais pessoais e aqueles em que me ponho a dissertar sobre temáticas várias. Podem não ser muito lidos, mas dão-me imenso gozo a escrever.
Já no canal do youtube publiquei 7 vídeos (mais sobre isto nos insucessos). Os vídeos mais vistos foram o da receita de massa com molho de tomate (devia dedicar-me à culinária), aquele em que o meu namorado me entrevistou (agora parece um bocadinho parvo, mas foi muito divertido de fazer) e o vídeo onde apresentava o canal.

Falei um bocadinho das estatísticas, porque a verdade é que para quem escreve elas também são importantes. Quem escreve um blog, quer que os outros o leiam. Se não quisesse que lessem as minhas ideias, escrevê-las-ia num caderno, ao invés de ter este trabalho todo.
Outro sucesso, a nível mais pessoal, foram todos os comentários (e alguns elogios) que recebi sobre o blog, velhos amigos que voltaram ao contacto e pessoas que se identificaram com o que partilhava.

Os insucessos

Não vou dizer os pontos menos fortes, porque isso é só parvo. Foram insucessos, foram falhas, foram coisas que não correram bem.
Obviamente que houve textos que saíram um bocado ao lado. Sinceramente, isso não me importa muito. Faz parte do processo. Agora o que foi mesmo uma falha foi o facto de ter sido tão inconsistente ao longo do ano. No início comecei super motivada e quando já mal me aguentava em pé com o estágio, a tese, o blog e tantas outras coisas pura e simplesmente deixei de escrever. Depois ao longo do ano, fui tendo momentos em que voltava e escrevia uma série de posts e depois estava semanas (até meses) sem dizer nada. Esses momentos custam-me muito porque se é verdade que às vezes não me apetece escrever ou há outras coisas que são mais importantes, também é verdade que tenho a noção que isso afecta negativamente o blog.
O canal do youtube foi a verdadeira vítima desta falta de consistência publiquei 7 vídeos, entre Outubro e Janeiro. Há 9 meses que não publico nada. Não foi um meio de comunicação a que me tenha adaptado muito bem, acho que não consegui encontrar a minha voz e não me sentia bem a fazer algo que não fosse verdadeiro para mim, ando a fazer uns testes, vamos ver o que vem aí.

E agora?

Como já devem ter reparado o blog está com uma nova cara. Passei algum tempo a reorganizar a informação, há novas categorias (podem vê-las todas no menu em cima). Vêm aí novas rubricas e mais novidades, que vou desvendando a pouco e pouco. Tinha planeado fazer uma ou duas semanas com aqueles posts a dizer “o blog está de volta em x dias” para criar momentum, mas a verdade é que isso só estava a atrasar o regresso do blog. Como vão saber numa das novidades, eu agora ando a escrever todos os dias e portanto já tenho bastantes posts preparados e está na altura de os lançar na blogosfera.
Neste momento estou muito interessada em divulgação científica e fazer alguns vídeos mais educacionais (talvez porque estou de volta aos estudos). Também ando interessada numa culinária mais amiga do corpo e em receitas saudáveis mas igualmente deliciosas (o meu namorado costuma dizer que tenho jeito, isso e os doces). Ando a ler imenso, embora não consiga muito bem escrever reviews de livros por isso ainda ando a pensar no que faço com isso. Ando também a tentar mudar alguns hábitos e vou falar disso com certeza.
Para vencer a minha falta de consistência, vou-me comprometer com um post por semana, aos sábados. Custa-me muito por a fasquia tão baixa, mas acho que é preferível conseguir manter consistentemente um post por semana e se conseguir escrever mais, vou fazendo algumas publicações extra e algumas edições especiais.
Estejam atentos, porque nos próximos tempos vou trazer muitas novidades que acho que vão gostar.

3 Replies to “Um ano de blog”

  1. Finalmente há novidades! Estava a aguardar, já com alguma impaciência!
    Bem vinda de volta!
    Bjs

    1. Obrigada Miguel 😉 Fico contente de ter os meus leitores de volta, também 😉

  2. Bem-vinda de volta, vou acompanhar as novidades 🙂 Boa sorte com os estudos!

Deixe uma resposta