Um ano depois, melhor do que nunca

O Miguel é o meu primeiro namorado e portanto houve muita coisa que foi complicada no início (expliquei uma parte disso aqui). Os primeiros 6 meses foram os mais difíceis e, depois de quase termos acabado para sempre, acabámos por ir começando a trabalhar pequenas coisas, uma cedência minha aqui, uma cedência dele ali. Um ano depois a nossa relação não tem nada a ver com o caos em que estava no ano passado.

Fez sexta-feira um ano que achámos que a nossa relação tinha chegado ao fim. Na altura, foi horrível. Mas a verdade é que a nossa relação estava a ser altamente desgastante para os dois. Não conseguíamos encontrar um equilíbrio. Estávamos sempre a discutir. Estávamos sempre chateados. Estávamos sempre tristes por causa um do outro. Em vez de sermos o sol na vida um do outro, éramos a chuva torrencial que se faz sentir por estes dias.

Menos de 48 horas depois, não achámos que tinha sido uma parvoíce, nem achámos que estava tudo bem. Porém, achámos que nunca iríamos aprender a estar bem numa relação, se ao invés de tentar resolver as coisas, nos limitássemos a afastarmo-nos um do outro. Os primeiros dias foram estranhos, porque era claro que as coisas ainda não estavam bem e que havia muita mágoa por aquilo que se tinha passado. Mas a pouco e pouco tudo foi melhorando. Fomos aprendendo a respeitarmo-nos mais, fomos tentando ter mais paciência com os defeitos do outro. Para alguns problemas encontrámos soluções, para outros aprendemos a aceitar que não tínhamos ainda a solução.

Isto foi possível porque ambos acreditamos em compromissos e relações para a vida. Acreditamos que o amor é uma escolha e não um capricho que vem e depois passa. Acreditamos que escolhemos estar ao lado de outra pessoa e que trabalhamos para que o amor seja possível. Sempre vimos a nossa relação a longo prazo. Desde que começámos, que sabíamos que queríamos ter uma relação a longa prazo, que não era só uma curte. No início queríamos uma relação para a vida porque era tudo muito giro (embora connosco acho que o início não foi particularmente cor-de-rosa). Agora queremos continuar juntos até velhinhos, porque já passámos por algumas dificuldades, já nos chateámos a sério e conseguimos passar por isso juntos. Hoje, ao contrário de há um ano atrás, sabemos que conseguimos ir vivendo com as partes menos boas e que é mais fácil quando estamos juntos.

Um ano depois, acho que o nosso amor continua a crescer. Acho que a nossa relação cresce todos os dias, a paciência aumenta,as visões começam-se a alinhar no concreto para um futuro em comum. Temos momentos maus, há alturas em que parece que está tudo mal outra vez. A diferença é que agora sabemos que do outro lado das chatices a nossa relação continua.

Um ano depois, há uma tranquilidade que há um ano não havia. Há uma cumplicidade maior e há uma alegria de estarmos juntos, com menos stress e menos problemas (vê a entrevista que o Miguel me fez aqui e aqui).

13233327_10153610774098601_1553772417_n

também podes gostar de

8 comentários

  1. Um ano depois tenho de vos dar os parabéns porque foram capazes de crescer um com o outro, foram capazes de ultrapassar e ver que a melhor forma de o fazer era ficarem juntos.

    Parabéns aos dois 🙂
    Um mega beijinho querida Mafalda 🙂

  2. Toda a sorte para vocês! 🙂 <3
    Sobre a Zaful, até agora nunca tive problemas, apenas uns óculos que me chegaram partidos, mas isso nunca se sabe se já veio da loja ou se foram os correios… Sobre o tempo de espera da encomenda normalmente chega-me em 3/4 semanas. Mas ultimamente tem parado tudo na alfandega logo ai demora mais umas semanas…
    Xoxo
    http://myheartaintabrain.blogspot.pt/

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *